Dores causadas por estresse emocional

Quem na vida não passa pelos famosos “perrengues”?  E é justamente nesses momentos que precisamos ficar atentas, pois quando a tensão emocional não é aliviada com atividades prazerosas e descanso, ela se acumula no corpo. E ele reage. “Dores musculares, principalmente na região do pescoço, dos ombros e das costas estão entre os sintomas mais comuns”, conta o quiropraxista australiano radicado no Rio de Janeiro Jason Gilbert, autor do livro O Segredo da Coluna Saudável (Gaia Editora).
Segundo o especialista, isso acontece porque o excesso de cobrança na vida pessoal e profissional, as decepções amorosas, as discussões familiares, com o chefe ou no trânsito, entre outras situações difíceis, fazem o organismo produzir mais cortisol. Conhecido como hormônio do estresse, ele enrijece os músculos e contrai os vasos, o que dificulta a circulação de sangue e a chegada de nutrientes e oxigênio à musculatura, que entra em fadiga e deixa a pessoa mais sensível à dor.
Tem solução:
Tão importante quanto evitar o estresse emocional é fazer atividades que ajudem a combatê-lo. É o caso dos exercícios físicos, como caminhada, corrida e natação, que estimulam o organismo a produzir serotonina, um neurotransmissor responsável pela de sensação de bem-estar.
Também ajudam se você dormir bem, maneirar na bebida alcoólica e nos alimentos ricos em carboidrato, como pão, macarrão e doce – eles aumentam o nível de insulina e, consequentemente, o de cortisol.